«Daqui a alguns anos estarás mais arrependido pelas coisas que não fizeste do que pelas que fizeste. Solta as amarras! Afasta-se do porto seguro! Agarra o vento em suas velas! Explora! Sonha! Descubra!»

(Mark Twain [1835-1910] – escritor e humorista norte-americano)

Quem sou eu

São Paulo, SP, Brazil
Sou presbítero da Igreja Católica Apostólica Romana. Fui ordenado padre no dia 22 de fevereiro de 1986, na Matriz de Fernandópolis, SP. Atuei como presbítero em Jales, paróquia Santo Antönio; em Fernandópolis, paróquia Santa Rita de Cássia; Guarani d`Oeste, paróquia Santo Antônio; Brasitânia, paróquia São Bom Jesus; São José do Rio Preto, paróquia Divino Espírito Santo; Cardoso, paróquia São Sebastião e Estrela d`Oeste, paróquia Nossa Senhora da Penha. Sou bacharel em Filosofia pelo Centro de Estudos da Arq. de Ribeirão Preto (SP); bacharel em Teologia pela Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. da Assunção; Mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (Itália); curso de extensão universitária em Educação Popular com Paulo Freire; tenho Doutorado em Letras Hebraicas pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente, realizo meu Pós-doutorado na PUC de São Paulo. Estudei e sou fluente em língua italiana e francesa, leio com facilidade espanhol e inglês.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Francisco repreendeu os bispos mexicanos porque são um “desastre”

Francisco Nieto
La Silla Rota (México)
13-02-2106

Os bispos mexicanos são um “desastre” e em muitos casos não dão um exemplo de vida de “autênticos cristãos”, pois estão acostumados a viver com luxo e intrigas internas, consideraram estudiosos das religiões.
ELIO MASFERRER
Escola Nacional de Antropologia e História (ENAH)

Em entrevista ao sítio La Silla Rota, o acadêmico da Escola Nacional de Antropologia e História (ENAH), Elio Masferrer, e o especialista em religiões, Fred Álvarez, explicaram que embora se esperasse um “puxão de orelhas” nos bispos, o Papa Francisco fez, na Catedral, um discurso histórico, duro, “rude” e direto que deveria ter repercussões no clero mexicano.

Ambos concordaram em que o Papa Francisco conhece profundamente a situação que prevalece na Conferência do Episcopado Mexicano (CEM) e na Arquidiocese da Cidade do México, razão pela qual exigiu que privilegiassem a unidade e a comunhão, “colocando-se a trabalhar e evitando intrigas internas”.

Por exemplo: Elio Masferrer expôs que uma das razões desta chamada de atenção por parte do Sumo Pontífice ao clero mexicano, tem a ver com o acobertamento de padres pederastas por parte de muitos bispos mexicanos.

Há indignação no meio da população, no próprio Vaticano, sobre a atuação dos bispos mexicanos em relação às vítimas da pederastia, e o Papa Francisco sabe muito bem quem são seus bispos”, reiterou.

O catedrático da ENAH considerou indispensável analisar detalhadamente todas as METÁFORAS BÍBLICAS pronunciadas pelo Bispo de Roma na Catedral Metropolitana, pois são significativas e diretas, que permitem entender as razões desta repreensão.

Para Elio Masferrer, há neste discurso alusões diretas que:
* vinculam os bispos com o narcotráfico,
* com o dispêndio e o luxo,
* e contra a deficiência no trabalho pastoral de quem têm a responsabilidade de fortalecer a crença em Deus, através do exemplo em vida.

“O Papa Francisco disse aos seus bispos que tem que se reconverter ao cristianismo e para isso usa metáforas que são autênticos insultos em termos teológicos, como dizer-lhes que não sigam, nem se convertam em faraós... esta expressão é muito forte, pois é como dizer-lhes que são da pior espécie”, considerou Masferrer.

Ele explicou que o Papa Francisco sempre criticou e não vê com bons olhos o fato de que muitos religiosos, como o próprio cardeal Norberto Rivera, usem carros blindados, andem escoltados e que prefiram as comodidades de uma vida de luxo, diante da simplicidade e do comedimento professada pelo Evangelho.

“Esta é a razão do chamado do Papa aos bispos, ou seja, para que não vivam como príncipes e perdendo o tempo com intrigas. Por que o papa disse tudo isso aos bispos? Porque são um desastre e a população está indignada com os padres, com os bispos; está indignada com os abusos sexuais, com o dispêndio com que vivem e porque, ao final, não dão um exemplo de vida cristã”, reiterou.
 
FRED ÁLVAREZ
Analista político e religioso
PECADORES

Para o especialista em religiões, Fred Álvarez, o Papa Francisco, em seu discurso na Catedral, está reprovando os pecados que seus bispos cometeram e indicando que estão sendo vigiados desde o Vaticano.

Também considerou que foi um discurso muito ao estilo de Francisco, porque expõe claramente todas as deficiências que ele vê e que considera indispensáveis mudar.

“O bispo que quiser captar a mensagem, que a capte; a mensagem foi muito clara. O Papa Francisco demonstra que conhece bem todos os seus bispos. Esta é a razão do convite para que sejam transparentes, sem agir na escuridão”, reiterou.

Explicou que a alusão que o Papa Francisco faz à “casita” é uma referência ao fato de que os bispos vivem rodeados de luxo, em palacetes, andam em carros blindados e com séquitos que parecem chefes de Estado ou secretários de Estados.

Para Fred Álvarez, será interessante o encontro que o Papa Francisco terá, nesta terça-feira, em Morelia com religiosos pertencentes às ordens religiosas do país, pois, pelo fato de ser jesuíta, poderia fazer um discurso diferente daqueles aos bispos.

Traduzido do espanhol por André Langer

Não deixe de ler, na íntegra, o contundente discurso de Papa Francisco 
aos bispos do México, clicando aqui.

Fonte: Instituto Humanitas Unisinos – Notícias – Terça-feira, 16 de fevereiro de 2016 – Internet: clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.