«A corrupção, como um câncer, está corroendo a vida cotidiana dos povos.»

(Papa Francisco – Mensagem enviada aos bispos da América Latina e Caribe em Assembleia de 9 a 12 de maio de 2017)

Quem sou eu

São Paulo, SP, Brazil
Sou presbítero da Igreja Católica Apostólica Romana. Fui ordenado padre no dia 22 de fevereiro de 1986, na Matriz de Fernandópolis, SP. Atuei como presbítero em Jales, paróquia Santo Antönio; em Fernandópolis, paróquia Santa Rita de Cássia; Guarani d`Oeste, paróquia Santo Antônio; Brasitânia, paróquia São Bom Jesus; São José do Rio Preto, paróquia Divino Espírito Santo; Cardoso, paróquia São Sebastião e Estrela d`Oeste, paróquia Nossa Senhora da Penha. Sou bacharel em Filosofia pelo Centro de Estudos da Arq. de Ribeirão Preto (SP); bacharel em Teologia pela Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. da Assunção; Mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (Itália); curso de extensão universitária em Educação Popular com Paulo Freire; estou reiniciando o meu Doutorado em Letras Hebraicas pela Universidade de São Paulo (USP). Estudei e sou fluente em língua italiana e francesa, leio com facilidade espanhol e inglês.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Acredite se quiser!

Pastor expulsa espírito olímpico das pessoas

Redação

E... claro, o dízimo foi cobrado! 
"SAI DA GLOBO!" - ORDENOU O PASTOR

O pastor Adamastor Melquíades, da Igreja do Santo Dízimo de Rocha Miranda [bairro da zona norte do Rio de Janeiro], liderou ontem um culto para expulsar o espírito olímpico de seus fiéis. “Possuídos pela chama do capeta de Coubertin, os crentes estão vidrados na Globo como zumbis”, discursou Melquíades, enquanto apagava uma pira com um cartão de crédito.

O jovem Lucas Trindade, de 14 anos, foi trazido pela mãe à igreja. “O menino não tira os olhos da programação esportiva. Vê um saque de ping-pong ao mesmo tempo que acompanha a canoagem slalom e tenta entender as regras do rugby”, lamentou. “Hoje, revigorado, tenho fé de que assistirá ao Fala que Eu te Escuto comigo.”

Dilermando Marçal dos Santos pediu para ser exorcizado após gastar todas as suas economias com ingressos para esgrima, hóquei sobre a grama e levantamento de peso. “Estava tomado por um encosto tão tedioso quanto maligno”, lamuriou-se. Depois de expulsar o espírito olímpico de Dilermando, o pastor aceitou que ele dividisse o dízimo em 5 vezes com juros de 10%.

Fonte: The PIAUÍ Herald – Olimpíadas – Quinta-feira, 11 de agosto de 2016 – 18h08 – Internet: clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.