«Daqui a alguns anos estarás mais arrependido pelas coisas que não fizeste do que pelas que fizeste. Solta as amarras! Afasta-se do porto seguro! Agarra o vento em suas velas! Explora! Sonha! Descubra!»

(Mark Twain [1835-1910] – escritor e humorista norte-americano)

Quem sou eu

São Paulo, SP, Brazil
Sou presbítero da Igreja Católica Apostólica Romana. Fui ordenado padre no dia 22 de fevereiro de 1986, na Matriz de Fernandópolis, SP. Atuei como presbítero em Jales, paróquia Santo Antönio; em Fernandópolis, paróquia Santa Rita de Cássia; Guarani d`Oeste, paróquia Santo Antônio; Brasitânia, paróquia São Bom Jesus; São José do Rio Preto, paróquia Divino Espírito Santo; Cardoso, paróquia São Sebastião e Estrela d`Oeste, paróquia Nossa Senhora da Penha. Sou bacharel em Filosofia pelo Centro de Estudos da Arq. de Ribeirão Preto (SP); bacharel em Teologia pela Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. da Assunção; Mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (Itália); curso de extensão universitária em Educação Popular com Paulo Freire; tenho Doutorado em Letras Hebraicas pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente, realizo meu Pós-doutorado na PUC de São Paulo. Estudei e sou fluente em língua italiana e francesa, leio com facilidade espanhol e inglês.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

É cada vez mais provável que Papa Francisco visite o Brasil em 2017

Télam
Agencia Nacional de Noticias (Argentina)

Nos meios diplomáticos da Santa Sé cresce com força a ideia de que Francisco visite o Brasil em 2017, antes ou depois da sua prometida viagem à Colômbia, que será no primeiro semestre do ano 
PAPA FRANCISCO
beija a imagem de Nossa Senhora Aparecida quando de sua visita ao Santuário Nacional em 2013

O próprio Francisco prometeu em 2013, ao despedir-se da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro: “Veremo-nos em 2017, quando voltarei”, uma definição textual que foi resgatada nesta terça-feira, 16 de agosto, pelo blog especializado El Sismógrafo.

O certo por enquanto, de acordo com as fontes consultadas por Télam, é que há cada vez mais indícios da provável segunda visita papal ao país sul-americano.

Em primeiro lugar, a quase confirmada visita à Colômbia para o primeiro semestre de 2017, segundo Francisco prometeu ao presidente desse país, Juan Manuel Santos, em 2015, caso, como efetivamente aconteceu em junho deste ano, prosperasse a assinatura de um acordo de paz entre o seu governo e as FARCs.

Em segundo lugar, para além da sua promessa de três anos atrás, em maio de 2017 completam-se os 10 anos da 5ª Conferência Geral do CELAM em Aparecida, onde o papel desempenhado pelo então cardeal Jorge Mario Bergoglio foi chave, e não poucos visitantes assíduos da residência papal de Santa Marta situam nesse encontro a “origem conceitual” de seu Pontificado.

Por último, no dia 12 de outubro de 2017, se completarão os 300 anos do aparecimento da imagem de Nossa Senhora em Aparecida, o que, considerando a devoção mariana de Francisco, aumenta as chances de que visite seu santuário em algum momento do ano: uma homenagem similar faria no próximo ano a Portugal para comemorar os 450 anos do aparecimento de Nossa Senhora de Fátima.
Nossa Senhora Aparecida, venerada no santuário localizado a pouca distância de São Paulo, foi declarada padroeira do Brasil em 1930 pelo Papa Pio XI, que declarou Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil, e foi na Basílica que a recorda que Francisco celebrou no dia 24 de julho de 2013 sua primeira missa pública no continente americano desde sua eleição como Papa. 
JARDINS VATICANOS
receberão, em breve, uma estátua de Nossa Senhora Aparecida, numa iniciativa
da Arquidiocese de Aparecida e da Embaixada do Brasil junto à Santa Sé

Nos próximos dias, outro gesto importante se somará ao lento, mas pelo que parece, decisivo passo para que Francisco visite o Brasil: no sábado, 3 de setembro, será descoberta nos jardins vaticanos uma imagem de Nossa Senhora Aparecida em bronze, em uma iniciativa conjunta da Embaixada do Brasil junto à Santa Sé e a Arquidiocese de Aparecida, através do seu titular, o influente cardeal Raymundo Damasceno Assis, presidente da Conferência dos Bispos do Brasil – CNBB.

Traduzido do espanhol por André Langer. Para acessar a versão original desta matéria, clique aqui.

Fonte: Instituto Humanitas Unisinos – Notícias – Quinta-feira, 18 de agosto de 2016 – Internet: clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.