«A corrupção, como um câncer, está corroendo a vida cotidiana dos povos.»

(Papa Francisco – Mensagem enviada aos bispos da América Latina e Caribe em Assembleia de 9 a 12 de maio de 2017)

Quem sou eu

São Paulo, SP, Brazil
Sou presbítero da Igreja Católica Apostólica Romana. Fui ordenado padre no dia 22 de fevereiro de 1986, na Matriz de Fernandópolis, SP. Atuei como presbítero em Jales, paróquia Santo Antönio; em Fernandópolis, paróquia Santa Rita de Cássia; Guarani d`Oeste, paróquia Santo Antônio; Brasitânia, paróquia São Bom Jesus; São José do Rio Preto, paróquia Divino Espírito Santo; Cardoso, paróquia São Sebastião e Estrela d`Oeste, paróquia Nossa Senhora da Penha. Sou bacharel em Filosofia pelo Centro de Estudos da Arq. de Ribeirão Preto (SP); bacharel em Teologia pela Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. da Assunção; Mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (Itália); curso de extensão universitária em Educação Popular com Paulo Freire; estou reiniciando o meu Doutorado em Letras Hebraicas pela Universidade de São Paulo (USP). Estudei e sou fluente em língua italiana e francesa, leio com facilidade espanhol e inglês.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

PROTESTE COM OS DEPUTADOS E SENADORES

Veja como contatar políticos e manifestar o seu
descontentamento com alguns projetos
de lei que estão sendo apreciados
no Congresso Nacional
Plenário do Senado Federal em Brasília (DF)

1º. Contra o projeto de lei de “Abuso de Autoridade”

Como todos sabemos, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) quer ver aprovada uma lei que pune autoridades por abuso de poder.

Em tese, tudo lindo! Mas, na realidade, esse senador que já é réu em vários processos que correm no Supremo Tribunal Federal, deseja inibir e dificultar a ação de promotores, procuradores e juízes que atuam na investigação, julgamento e combate da corrupção no Brasil.

Como a água está chegando ao seu pescoço e de muitos outros políticos brasileiros, eles estão buscando meios para minorar e reduzir o dano que essa ação da Justiça e do Ministério Público pode causar às suas carreiras de políticos.

Se você quiser saber mais, leia alguns artigos, clicando aqui; aqui; aqui; e aqui.

Não fiquemos parados!
Escrevamos aos Senadores para que votem contrários
a essas propostas de Renan Calheiros!
Faça isso hoje mesmo ! ! !
Vamos pressionar o Senado e manifestar a nossa discordância com
esse projeto de lei 280/2016 que trata do “Abuso de Autoridade”.

Siga os seguintes passos para encontrar o(s)
Senador(es) que desejar e enviar a sua mensagem:

1º passo: clique aqui;
2º passo: na janelinha com a frase “Senadores em Exercício”, clique sobre a seta da direita e aparecerá o nome de todos os Senadores;
3º passo: após clicar sobre o nome do Senador que você desejar, clique sobre a janelinha ao lado “Endereço dos Gabinetes”;
4º passo: aparecerá, então, o endereço completo do gabinete daquele Senador, incluindo o endereço de e-mail dele;
5º passo: pronto, é só clicar sobre o endereço de e-mail do Senador, que se abrirá uma janela para você escrever uma mensagem ao Senador escolhido.

Você pode enviar a mensagem abaixo para quantos Senadores desejar!
Quanto mais, melhor!

Sugestão para o texto a ser enviado por e-mail ao(s) Senador(es):

Excelentíssimo Sr. Senador ... (nome).
Venho por meio desta manifestar minha total e absoluta desaprovação ao Projeto de Lei 280/2016 apresentado pelo Exmo. Sr. Renan Calheiros, presidente do Senado Federal, em que trata de punições para casos de “abuso de autoridade”. Acrescento a isso, minha contrariedade à flexibilização dos acordos de leniência com as empreiteiras.
Para mim está claro que tais projetos representam, na prática, a intimidação das autoridades responsáveis por conduzir investigações, apresentar denúncias e julgar crimes praticados por pessoas com notória influência e poder, tanto no meio empresarial quanto político nacionais.
Nosso país já ficou conhecido por não punir tais pessoas e criminosos, hoje, graças a iniciativas como a “Operação Lava-Jato”, nós brasileiros estamos conseguindo apagar essa triste mancha de nosso sistema jurídico-policial!
Peço que V. Exa. vote contrariamente à aprovação desses projetos de lei e seja um defensor de leis que ajudem a Justiça brasileira a tornar-se mais rápida, ágil e justa para todos os(as) cidadãos(ãs) deste país.
Agradeço V. atenção!

(Seu nome completo com endereço)
Plenário da Câmara dos Deputados Federais em Brasília (DF)

2º. Contra a anistia ao caixa 2 e outras medidas

Por sua vez, a Câmara dos Deputados em Brasília também está se mexendo, no mau sentido da expressão!

Um grupo consistente de deputados federais de vários partidos está articulando três investidas, ao mesmo tempo, contra o combate à corrupção que está sendo travado neste país pelos cidadãos de bem, sob a liderança da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e dos Estados, bem como, pelos juízes federais e estaduais.

Essas três iniciativas são:

1ª) Flexibilização do pacote de medidas de combate à corrupção enviado pelo Ministério Público Federal ao Congresso. Uma das medidas seria extinguir a punição para quem praticou o caixa 2 até o presente momento, uma vez que somente agora existiria uma lei sobre esse assunto.

2ª) Lei de abuso de autoridade. Prevê punição em casos como publicidade de investigação antes de ação penal ou por constrangimento causado por depoimento sob ameaça de prisão. O relator deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) já havia retirado esse ponto do relatório final da Comissão que está analisando as 10 Medidas de Combate à Corrupção, mas houve reação e um grupo de deputados procura reincluir esse ponto no projeto.

3ª) Anistia a executivos em caso de acordo de leniência. Medida prevê a extinção da punibilidade penal a executivos de empresas acusadas de corrupção que fecharem acordos de leniência (= uma delação da pessoa jurídica que é a empresa).

Não fique parado ou parada!
Escreva aos Deputados Federais para que votem contrários
a essas três propostas acima mencionadas!
Faça isso hoje mesmo ! ! !
Vamos pressionar a Câmara dos Deputados e manifestar a nossa discordância
com projetos de lei que mais atrapalham a punição de corruptos
e dificultam o combate à corrução.

Siga os seguintes passos para encontrar o(s)
Deputado(s) que desejar e enviar a sua mensagem:

1º passo: clique aqui;
2º passo: na janelinha com a frase “Deputados em exercício na legislatura atual”, clique sobre a seta da direita e aparecerá o nome de todos os Deputados em ordem alfabética;
3º passo: após clicar sobre o nome do Deputado que você desejar, clique sobre a janelinha “Buscar”;
4º passo: aparecerá, então, na mesma página o endereço completo do gabinete daquele Deputado, incluindo o endereço de e-mail dele;
5º passo: pronto, é só clicar sobre o endereço de e-mail do Deputado, que se abrirá uma janela para você escrever uma mensagem ao Deputado escolhido.

Você pode enviar a mensagem abaixo para quantos Deputados Federais desejar!
Quanto mais, melhor!

Sugestão para o texto a ser enviado por e-mail ao(s) Deputado(s):

Excelentíssimo Sr. Deputado Federal ... (nome).
Venho por meio desta manifestar minha total e absoluta desaprovação a três iniciativas em pauta atualmente na Câmara Federal:
1ª) Flexibilização do pacote de medidas de combate à corrupção enviado pelo Ministério Público Federal ao Congresso, com destaque para extinção explícita da punibilidade para quem praticou o caixa 2 eleitoral até a aprovação da lei.
2ª) Lei de abuso de autoridade.
3ª) Anistia a executivos em caso de acordo de leniência.
Para mim está claro que tais projetos representam, na prática, a intimidação das autoridades responsáveis por conduzir investigações, apresentar denúncias e julgar crimes praticados por pessoas com notória influência e poder, tanto no meio empresarial quanto político nacionais. E, também, a omissão de punição para crimes praticados por políticos que se serviram do caixa 2 e executivos que corromperam e foram corrompidos, provocando “buracos” imensos nos orçamentos de municípios, estados e federação.
Nosso país já ficou conhecido por não punir tais pessoas e criminosos, hoje, graças a iniciativas como a “Operação Lava-Jato”, nós brasileiros estamos conseguindo apagar essa triste mancha de nosso sistema jurídico-policial!
Peço que V. Exa. vote contrariamente à aprovação desses projetos de lei e seja um defensor de leis que ajudem a Justiça brasileira a tornar-se mais rápida, ágil e justa para todos os(as) cidadãos(ãs) deste país.
Agradeço V. atenção!

(Seu nome completocom endereço)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.